Visite o SPIN
SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

sábado, 7 de janeiro de 2012

Clarice e Meryl, encontro de deusas

Por José Carlos Lima, no Luis Nassif Online

Cheguei a imaginar um grande cartaz de cinema com o rosto das duas, por sinal bem parecidas. Vivi, o que é bom dura pouco, dizem.



Do AEIOU Expresso, de Portugal

Cinema: Será Meryl Streep a fazer de Clarice Lispector? (vídeo)A atriz Meryl Streep terá sido convidada pelo argumentista norte-americano Benjamim Moser, biógrafo de Clarice Lispector, para protagonista num filme de Hollywood sobre a vida da escritora brasileira. (Veja vídeo no final do texto)

A vida de Clarice Lispector, jornalista e premiada escritora brasileira nascida na Ucrânia e falecida em 1977, vai ser contada num filme de Hollywood, tendo possivelmente Meryl Streep no papel principal.

De acordo com a imprensa brasileira, Meryl Street foi convidada e aceitou. O convite partiu do escritor e argumentista norte-americano Benjamin Moser, autor da mais completa biografia da autora de "Perto do Coração Selvagem". O biógrafo levou cinco anos a pesquisar a vida de Clarice Lispector, de quem a atriz se disse "fã".

O filme terá argumento do próprio Moser. Mas talvez por ainda não estarem definidos os termos do contrato com a atriz, o escritor disse, no Twitter, que "a informação de que Meryl Street vai ser Clarice Lispector não é verdadeira. Queria que fosse!".

Autora de clássicos da literatura brasileira

Benjamim Moser - que é também jornalista, crítico e tradutor -, encantou-se com Clarice Lispector (escritora que compara a Kafka e Spinoza) durante um curso de literatura brasileira na Brown University. Desde então, a escritora tornou-se para Moser uma paixão.

Numa entrevista à editora brasileira Cosac Naify, o biógrafo afirmou que que ficou muito impressionado ("Ainda estou!") com Clarice Lispector quando leu, pela primeira vez, um livro da escritora, "A Hora da Estrela", o penúltimo romance da escritor, que deu origem a um filme (1985).

Nascido em Houston, em 1976, Moser, que aprendeu a dominar a língua portuguesa, mergulhou na cultura brasileira do século XX para tentar desvendar a enigmática personagem que continua a ser Clarice Lispector mesmo passados mais de 30 anos de sua morte. O resultado lê-se na biografia "Clarice", que tem despertado o crescente interesse internacional pela autora de "A Hora de Estrela" e "A Paixão Segundo G.H".

Recorde-se que em abril de 2009, a Casa Fernando Pessoa promoveu em Lisboa o Colóquio Clarice Lispector, com conferências, debates, leituras, uma peça de tratro, visionamento de filmes, apresentação de uma fotobiografia da escritora e uma exposição/instalação dedicada à autora de "Perto do Coração Selvagem".



FONTE: http://aeiou.expresso.pt/cinema-sera-meryl-streep-a-fazer-de-clarice-lispector-video=f675034